Fusão a frio

Como funciona a Fusão a Frio?
A Fusão a Frio é uma reacção nuclear – LENR que contrariamente ao que tem sido comum, não ocorre a temperaturas elevadas. Relativamente aos seus constituintes, tem havido algumas variações, conforme os cientistas e os métodos empregues.

Mas como explicar de uma forma mais detalhada o processo da fusão a frio? Tomemos como base aquela que é a metodologia mais famosa nos nossos dias e que é da autoria do cientista Andrea Rossi. Inventor do E-Cat, nome dado ao aparelho responsável pela fusão a frio, Rossi diz que a mistura de sucesso é constituída por níquel em pó, hidrogénio e um catalisador que permanece em segredo. Ao adicionarmos uma fonte de calor externa, o núcleo do átomo do hidrogénio penetra o núcleo do átomo do níquel, ocorrendo a fusão a frio de níquel e hidrogénio, também chamada de reacção nuclear de energia fraca. Com esta fusão, dá-se a produção de energia, energia essa que poderá ser utilizada, por exemplo, para produzir aquecimento.

O processo de fusão a frio parece decorrer de forma simples, mas os seus benefícios são bastante notáveis.

Lascia un commento


otto − 7 =